Edgard, que é bacharel em Direito pela Universidade Mackenzie, foi repórter dos Diários Associados, tendo trabalhado também nas extintas rádio Difusora e TV Tupi. No meio do caminho teve a Publicidade e Edgard trabalhou na MPM Propaganda, para depois fundar a sua própria empresa. Ganhou vários prêmios e foi considerado um dos "cobrões" da propaganda. Durante 10 anos foi diretor de redação do extinto Diário Popular, dirigindo o jornal inclusive em sua edição centenária, glória que poucos jornalistas do mundo podem conhecer. Não é toda hora que um jornal completa 100 anos. Deixando o Diário Popular começou a dar aulas na FACOM/UniFIAM no ano de 1986.